FGTS para quitar dívidas: 5 dicas para ficar no azul com o benefício

0
163

Ter dívidas significa ter restrições de crédito e uma série de outras limitações. Além disso, estar negativado não é uma situação confortável (ou mesmo planejada) por ninguém. É por isso que nós da equipe BLU365 sempre trazemos dicas para te ajudar nesse momento. Desta vez, te mostramos como usar o FGTS para quitar dívidas pode ser vantajoso.

Desde 2019 as regras para o saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) foram flexibilizadas e muitas pessoas utilizam esse dinheiro justamente para regularizar a sua situação. Continue a leitura, conheça as regras e veja dicas.

Posso usar o FGTS para quitar dívidas?

SIM! Não só pode, como deve considerar essa opção sempre que possível. Afinal, quando há dívidas, elas devem ser priorizadas no seu planejamento financeiro, especialmente as que possuem juros correndo. O fato é que você pode usar o dinheiro do seu FGTS como quiser. Assim que o dinheiro estiver na sua conta, você poderá utilizar como desejar.

Cabe lembrar que em alguns situações só é possível empregar o valor do FGTS para a compra do imóvel próprio ou em casos de aposentadoria, como veremos a seguir. Além disso, o saque do valor integral do FGTS para pagar dívidas não é previsto por lei.

Desta forma, o uso do FGTS para quitar dívidas só é possível em casos que se enquadrem nas regras. Como por exemplo, o saque extraordinário do FGTS, saque por inatividade ou ainda, pelo saque-aniversário, quando o contribuinte escolher essa opção.

Quais as regras para sacar meu FGTS?

Embora em 2019 as regras para o saque do FGTS tenham sido flexibilizadas, ainda sim é preciso compreender se você tem direito ou não ao benefício. Abaixo, listamos as situações me que é possível sacar o FGTS:

  • Compra do imóvel próprio;
  • Aposentadoria;
  • Demissão sem justa causa;
  • Idade igual ou superior aos 70 anos;
  • Doenças graves ou em estágio terminal;
  • Fechamento da empresa contratante;
  • Encerramento de contrato temporário;
  • Rescisão em comum acordo;
  • Inatividade em regime CLT pelo período de 3 anos.

Além dessas opções, nas quais é possível sacar o valor integral ou boa parte do saldo, há outras situações em que é possível ter acesso ao saldo do FGTS. Ao optar pelo saque-aniversário, o contribuinte conta com a possibilidade de sacar uma parcela do seu saldo, anualmente, no mês do seu aniversário.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal também passou a disponibilizar o saque extraordinário do FGTS, no qual é possível sacar até R$1000,00.

Como saber o saldo do meu FGTS?

Para saber o saldo do seu FGTS, bem como conferir a regularidade dos depósitos da empresa contratante, o contribuinte pode acessar o app FGTS. Por meio deste app é possível também solicitar o saque nas condições que se enquadrem nas regras, além de acompanhar a solicitação. Veja o passo a passo.

  1. Instale o app FGTS disponível para Android ou iOS;
  2. Depois, vá em “cadastre-se”;
  3. Na sequência, informe os dados solicitados: CPF, nome, e-mail e crie uma senha;
  4. Confirme o cadastro por meio das etapas de verificação de segurança;
  5. Depois, faça login no app com seu CPF e senha;
  6. Na sequência, você poderá conferir suas informações, como depósitos, saldos FGTS vinculados às diferentes empresas em que trabalhou e mais.

Na tela inicial também é possível trocar a sistemática e escolher o saque-aniversário, para poder sacar anualmente, se assim desejar.

5 dicas de como usar o FGTS para quitar dívidas

Seja o saque-aniversário, o saque extraordinário ou as demais opções de saque do FGTS, o fato é que o dinheiro recebido é uma renda extra que pode te ajudar a retomar sua saúde financeira. Veja dicas para empregar o valor com sabedoria e tirar seu nome do vermelho:

1. Conheça o valor total das suas dívidas

O primeiro passo é listar todas as suas dívidas, tanto para conhecer o valor total devido, como para saber quais são as maiores e com mais juros. Feito isso, compare o valor devido com o valor disponibilizado no saque. Caso as dívidas ultrapassem o valor do saque, vamos para as próximas estratégias.

2. Priorize dívidas maiores ou com mais juros

As maiores dívidas são mais difíceis de pagar, desta forma, o dinheiro do FGTS pode ser de grande ajuda para aliviar o orçamento e quitar a sua dívida. Mesmo que ele não seja o suficiente, pode ser que você já consiga dar uma entrada na dívida, o que também é vantajoso.

Priorize também dívidas com juros altos, como por exemplo, as dívidas com cartão de crédito, que podem chegar a 15,41% a.m e também as dívidas com cheque especial, que são de aproximadamente 12,03% a.m. Lembrando que as taxas de juros variam de acordo com a instituição.

3. Tenha um planejamento para quitar as dívidas

O planejamento financeiro serve não apenas para cuidar das suas finanças mensalmente, como para te ajudar em momentos de crise, como ao quitar uma dívida. Portanto, vale listar seus ganhos e gastos, considerar uma margem para quitar a dívida e observar como o saque do FGTS pode te ajudar. Por mais que em alguns casos não quite o valor total da dívida, ele pode ser a entrada que você precisa para regularizar a situação.

4. Busque a melhor negociação

Se você tem dívidas, provavelmente você também tem a opção de negociar o valor. A partir de um acordo de dívida é possível ter descontos no valor total devido, especialmente se o pagamento for à vista. Você também conta com condições especiais, como o parcelamento de dívida. O importante é buscar alternativas que se adequem ao seu orçamento para pagar as dívidas com mais tranquilidade.

5. Negocie com a BLU

Na BLU365 você conta com condições especiais para negociar as suas dívidas e retomar de vez a sua saúde financeira. Oferecemos até 99% de desconto no pagamento, é possível parcelar a dívida, além de poder até mesmo escolher a melhor data do mês para o vencimento do seu boleto.

Acesse nosso site, informe seus dados e confira as ofertas disponíveis para você. Conte sempre com a gente para manter sua saúde financeira em dia! (;