7 dicas para economizar no Revéillon

0
358

Dezembro chegou e muitas pessoas já estão pensando no Ano Novo. Você provavelmente já sabe onde vai passar seu Revéillon, mas sabe como fazer para economizar nesta data? Alguns descuidos financeiros podem ser evitados de uma maneira mais simples do que você imagina. Afinal, se planejar e estabelecer um orçamento de acordo com as suas finanças no momento te ajuda a começar o próximo ano com saúde no bolso. Então, veja 7 dicas da BLU365 para economizar no Revéillon!

1. Estabeleça um orçamento

Estabelecer um orçamento é o ponto inicial de qualquer evento que fuja do seu cotidiano. Ou seja, para além dos gastos fixos mensais, em situações específicas como é uma festa de Ano Novo, é preciso delimitar qual o valor que será gasto. Esse valor deve ser pensado de acordo com a sua realidade financeira do momento. Além disso, é importante cuidar para não fazer dívidas com o cartão de crédito, por exemplo. Por mais que pareça tentador, esse também não é o momento para usar parte da sua reserva de emergência.

Se o seu orçamento para o Revéillon parece muito baixo, veja as próximas dicas, pois certamente elas vão te ajudar a comemorar o Ano Novo em grande estilo e de uma forma que não comprometa as finanças.

2. Economize na decoração de Revéillon

Independente de onde você vai passar a sua virada, seja em casa ou em uma viagem, a decoração é um ponto importante, já que traz mais alegria para a celebração. Contudo, este é um detalhe que costuma encarecer bastante a festa. Mas há algumas dicas para economizar neste momento. A primeira delas é não ultrapassar o limite já estabelecido por você para a ocasião, portanto, os gastos com a decoração devem ser incluídos no orçamento.

Feito isso, você tem três opções. A primeira delas é comprar os itens decorativos em uma loja especializada, o que te garante praticidade, mas não é a opção mais econômica. A segunda opção é reutilizar os itens que você já tem em casa dos anos anteriores, afinal, itens decorativos são reutilizáveis. Mas se você precisa de uma nova decoração e não pode gastar, a melhor opção é apostar no faça você mesmo.

É possível fazer itens decorativos com materiais recicláveis, itens baratos de papelaria e apostar na criatividade. No vídeo abaixo há 4 ideias lindas e fáceis para fazer e economizar. Confira!

3. Faça as compras com antecedência

Os supermercados e lojas, além de lotados, costumam apresentar preços mais elevados na véspera das datas comemorativas. Portanto, quanto antes você comprar, mais chances de economizar. Assim você também fica de olho nas promoções, pois o valor de itens como espumantes, por exemplos, costumam ser mais acessíveis no início de dezembro. Quanto antes você fizer as compras, mais chances de visitar mais de um supermercado e comparar os preços.

Os itens não perecíveis como enlatados, bebidas, grãos, entre outros, podem ser comprados com uma boa antecedência para economizar.

4. Evite o desperdício

De acordo com o Verakis, cada brasileiro desperdiça cerca de 41,6 kg de alimentos por ano. Esse número te surpreendeu? Então, imagine o impacto que esse desperdício traz para o seu bolso, especialmente em um momento de crise financeira e preços nas alturas. Para evitar o desperdício na sua festa de Revéillon, é importante conhecer as quantidades certas de alimento, de acordo com o número de convidados. Confira e se organize:

Aperitivos

Para salgadinhos e canapés, o cálculo é entre 10 e 12 unidades para cada convidado. Mas se escolher servir frios como queijos, embutidos, castanhas, pães e patês, o cálculo considera aproximadamente 150g por pessoa. Para economizar nos aperitivos, inclua queijos e outros frios nacionais e mais em conta.

Churrasco

Não dá pra desperdiçar carne, afinal, não é um item barato. A quantidade ideal é de 300g de carne para cada pessoa, 100g de farofa e 1 pacote de carvão para cada 10kg de carne.

Acompanhamentos

50g de arroz cru é a quantidade ideal por pessoa. Já para carnes assadas ou outros preparos, considere a mesma quantidade que seria servida em um churrasco: 300g por pessoa. Considere também 300g de legumes, frutas e verduras por pessoa.

Bebidas

Se for servir cerveja, considere 1L por pessoa. Já para vinhos e espumante, 1 garrafa para cada 2 ou 3 pessoas é o suficiente. Para bebidas não alcoólicas como sucos, refrigerante e drinks sem álcool a quantidade é de 1L por pessoa.

5. Divida os gastos

Não é porque a festa será na sua casa que você precisa arcar com todas as despesas. Então, não faça cerimônia se alguém perguntar o que levar para a celebração. Combine com antecedência o que cada convidado vai levar para evitar desperdícios e pratos repetidos. Assim você garante uma festa linda para todos e sem pesar no bolso de ninguém.

6. Considere cozinhar em casa

Pode parecer bastante atrativo encomendar carnes assadas, sobremesas e outros pratos prontos. Mas se a questão é economizar, preparar em casa é a melhor solução. Para não passar o dia inteiro na cozinha, a ceia colaborativa é a melhor opção. Se cada um divide o que vai levar, ninguém se sobrecarrega, seja no quesito tempo ou no bolso.

Organize com antecedência quem vai comparecer à festa e quem vai levar o que.

7. Não saia do orçamento planejado

Mais importante do que estabelecer um orçamento é se manter dentro dele. Imprevistos podem acontecer e portanto, é importante considerar uma faixa de valores variável para se manter dentro do seu orçamento. Uma boa forma de não sair do valor estabelecido é usar o cartão de crédito de forma consciente, apenas se ele for realmente necessário. Evite fazer parcelas se não puder arcar com elas nos próximos meses.

Mas se algo saiu do seu planejamento, como por exemplo, um item estiver bem mais caro do que o imaginado, considere fazer substituições. O importante é fazer um orçamento adequado para a situação, que não comprometa seus gastos mensais e que evite as dívidas a longo prazo. Assim será possível segui-lo, ainda que hajam imprevistos.

Além de todas essas dicas, é sempre importante pensar no seu próximo ano. Depois de dezembro há alguns gastos altos em janeiro, como por exemplo, IPTU, IPVA e compra de materiais escolares para os filhos. Portanto, siga as dicas para começar o próximo ano com saúde financeira.

O que você costuma fazer para economizar nas festas de fim de ano? Nos conte nos comentários!