Memórias, histórias, família e finanças

0
2952
família e finanças

Olá pessoal, estamos caminhando para o final da nossa jornada “Dinheiro na prática” na qual falamos sobre as crenças que temos em relação a dinheiro, as dificuldades, a forma como aprendemos sobre finanças em nossas famílias. Como aprendemos a ganhar, gastar, poupar, distribuir e como essas práticas fazem parte do nosso cotidiano, sem muitas vezes nem percebemos toda a influência que nossa família exerce sobre nós.

Você sabia que a forma como você lida com suas emoções e relações está diretamente ligada à forma como você lida com o dinheiro? E, ainda, que as crenças que você aprendeu na sua família em relação a dinheiro e trabalho impactam nos seus pensamentos e sentimentos durante toda a sua vida? Pois é, por isso mesmo é super importante conhecer o que se passa no seu interno e na sua família para compreender o que acontece externamente na sua vida financeira, no seu patrimônio e na sua conta bancária.

E agora que já percorremos várias relações, vamos hoje traçar o mapa familiar e pesquisar nossas principais relações familiares e afetivas – que nos moldam como pessoa e como profissional – e compreender de que maneira podemos melhorar nossas trocas, partilhas e nossas finanças. Você já ouviu falar de genograma ou árvore genealógica? Não vamos entrar em especificidades da terapia familiar e sistêmica, pois, para o nosso objetivo hoje, basta que você faça uma pesquisa minuciosa dos 14 principais antepassados, que são: pai, mãe, avô e avó maternos, avô e avó paternos e, se conseguir (tente mesmo!!!), seus bisavôs e bisavós! Como assim Adhara, tudo isso? Isso mesmo… deixa eu te explicar, se eu tirar um desses da sua árvore, você nem existiria, entendeu? Então há uma herança genética física, emocional e psíquica que nos é transmitida ao longo das gerações. Ligue para aquela tia das antigas, para os parentes que ainda estão vivos e faça a busca, pode ser que fique muito supreso (a) com várias descobertas que terá com essas conversas.

O que você sabe sobre cada um desses atores familiares? Quais seus nomes? Quais profissões eles escolheram? Como se relacionavam afetivamente? Havia casamentos ou separações em sua família? Como eram divididas as heranças familiares? Alguém ficou no prejuízo? Houve testamentos injustos? Partilhas excludentes? Quem saiu perdendo? E ganhando? Em cima de outro? Alguma exclusão de irmãos ou tios fora do casamento? Houve falências? Sociedades partidas? Como se ganha dinheiro (e se perde) na sua família? Quais as crenças que sua família te contou sobre dinheiro? É permitido prosperar? Ou você só tem permissão para ganhar o suficiente? Você tem permissão para ser rico na sua família ou ficará mal visto ou mal falado?

Entenda mais sobre o assunto no vídeo abaixo:

Adhara usa batom True Color Ultra Matte FPS 15 da Avon

Acredite, essas crenças e histórias, transmitidas inconscientemente, lhe impactam, por isso, nosso primeiro trabalho é trazer à tona, à consciência, as regras de conduta e crenças, mitos e histórias que você recebeu de seus antepassados para permitir que elas possam ir embora se já não lhe pertencerem mais.

Vamos faxinar? Escreva agora o nome deles, no formato do mapa familiar que descrevo de exemplo no vídeo, ou ache um modelo na internet e preencha essas informações. Você pode fazer numa folha única de papel A4, ou em uma cartolina maior, não importa!… o importante é fazer! Não se autoboicote, não deixe para amanhã, você pode jogar no lixo uma crença de falência hoje e, se você pode usar uma técnica tão simples mais efetiva, por que não???

Livre-se de uma vez por todas de pensamentos, sentimentos e emoções que criam verdadeiras prisões internas, nas quais ficamos vítimas e presos e presas como um beco sem saída. Te garanto que há saída e uma luz no fim do túnel!!! Estar em dia com essa linhagem, por meio da gratidão à vida, aos nossos antepassados, nossas portas de entrada, é o primeiro passo dessa nossa tão sonhada liberdade financeira e quem sabe nossa tão sonhada prosperidade material e riqueza! Sim, é possível!

Vamos agradecer, independentemente se conhecemos ou não nossos ancestrais biológicos ou adotivos, apenas pelo simples fato de que eles e elas permitiram que a vida chegasse até nós! Obrigada, obrigada e obrigada! : )

Assista ao nosso vídeo e deixe o seu comentário. O que realmente importa? O que é essencial? Você está disposto e disposta a aprender a reconhecer o que é precioso e por consequência permitir que a prosperidade chegue até você? Quer melhorar suas relações e sua conta bancária? Então vem com a gente, não vai se arrepender! Simbora!

Um grande abraço e até a próxima! Vamos aprender juntos a passo a passo, organizar o nosso interno e nossa conta bancária! Inscreva-se no nosso canal do youtube e instagram @adharacampos!

Espero vocês! Adhara Campos Vieira

Conheça os outros cursos do Instituto Estelar

comprar-o-curso