8 dicas para ganhar dinheiro com trabalho freelancer online

0
1514

O trabalho freelancer online é uma boa opção para ganhar um dinheiro extra ou até mesmo para ser sua principal fonte de renda. Afinal, se você possui um computador e alguns conhecimentos, certamente existe campo para trabalhar como freelancer. No entanto, as áreas mais comuns que encontramos esse tipo de trabalho são: marketing digital, publicidade, jornalismo, mídias sociais, redação, design e áreas da T.I. como programação e desenvolvimento.

Seja para complementar a sua renda ou para fazer sua carreira como freela, você precisa sempre estar por dentro de como conseguir oportunidades. Por isso, separamos algumas dicas para você ganhar dinheiro online e sem sair de casa. Confira!

1. Conheça suas competências e escolha seu nicho

O primeiro passo para trabalhar como freelancer é conhecer suas competências, ou seja, aquele trabalho que você faz bem e sabe que as pessoas vão pagar por ele. Depois disso, você saberá exatamente em qual nicho trabalhar. Então, essa etapa é a junção daquilo que você sabe fazer, com o que o mercado precisa e está disposto a pagar.

2. Cadastre-se em sites voltados para freelas

Muitas empresas contratam seus freelas pelos sites especializados nisso. Portanto, é uma boa ideia se cadastrar neles e preencher seu currículo. Assim, você tem acesso a diversas vagas e ganha oportunidades. Alguns deles são:

  • 99 Freelas: é uma das maiores plataformas para freelas do Brasil. Nela, você pode cadastrar seu currículo e ter acesso a vagas principalmente da área da comunicação, tradução e programação. O pagamento e o prazo são estipulados entre você e quem contrata.
  • Freelancer.com: se você procura oportunidades fora do Brasil, pode acessar esse site e trabalhar para empresas do mundo todo. No entanto, é preciso pagar 10% do que você recebe para a plataforma e por ser bem conhecida, a concorrência é grande. Mas vale a pena conferir se tem algo que te interesse!
  • Workana: é o maior site da América Latina para trabalhos freelancer. Nele, você pode escrever uma descrição detalhada sobre a sua vida profissional, para que as empresas se interessem pelo seu perfil. Também possui app disponível para Android.

Esses são apenas alguns dos sites disponíveis para quem procura freelas. Se você quer investir na área, continue procurando outras plataformas. Além disso, todos os sites possuem versão paga que possibilita mais visibilidade entre outros recursos. Investir nisso pode ser uma boa alternativa para quem está começando.

3. Dê um valor justo ao seu trabalho

É comum que quem está começando não saiba qual preço cobrar pelo trabalho. No entanto, é importante investir um tempo pensando sobre essa questão. Você pode conversar com outras pessoas da área, além de pesquisar o quanto as empresas geralmente pagam. Na maioria dos casos, freelancers cobram por hora, mas algumas empresas fecham um contrato fixo mensal também. 

Você também pode calcular o valor a ser cobrado nos seguintes sites: How Much Should I Charge? ou Quanto Custa a Minha Hora?. Os sites fornecem valores aproximados e você pode ajustá-los de acordo com outras necessidades.

Seja qual for o trabalho que você fizer, lembre-se de cobrar um preço justo. Pense que quando você é freela, não possui as garantias CLT como previdência social, plano de saúde e nem a internet da empresa. Por isso, calcule o quanto você precisa investir, seja com o valor mensal do seu plano de internet, uma cadeira confortável e também o equipamento que precisa para trabalhar. Além disso, se você possui uma graduação ou curso técnico, pense no tempo que investiu para aprender o que sabe. Valorize seu trabalho!

4. Prepare seu ambiente de trabalho

Assim como você precisa arcar com despesas que antes seriam da empresa, a mesma coisa acontece com seu ambiente de trabalho. Por isso, nada de trabalhar na cama ou mesmo em um ambiente bagunçado. O local de trabalho influencia diretamente na sua produtividade, por isso, invista dinheiro em uma cadeira confortável e tempo organizando sua mesa e o ambiente. 

5. Mostre seus projetos para o mundo

As redes sociais são um bom painel para mostrar tudo que você realizou até aqui. Você pode tanto compartilhar seus projetos no LinkedIn, que é uma rede social específica para isso, como em outras redes sociais. O Behance também é uma ótima plataforma para quem trabalha como freelancer e quer fazer um portfólio, especialmente para quem é da área da comunicação.

Ao compartilhar o seu trabalho, você pode ter acesso a novas oportunidades de trabalho, além de fazer bons contatos. Portanto, mantenha seu portfólio atualizado, com um bom texto de explicação e muitas imagens, caso for um trabalho de design, por exemplo. Afinal, nenhuma empresa irá te contratar se não conhecer um pouco do seu trabalho antes.

Conheça as ofertas disponíveis na BLU365 para você negociar!

6. Defina metas

Quanto você precisa ganhar como freelancer? Se faça essa pergunta e trabalhe de acordo com  sua meta financeira. Se é apenas um complemento para sua renda você irá precisar de menos freelas do que se essa é a sua única fonte de renda. Tenha isso bem nítido em sua mente para organizar sua rotina de trabalhos.

7. Organize sua rotina

A sua rotina agora está em suas mãos, o que para alguns é uma dádiva, para outros, um desespero. No entanto, para trabalhar como freelancer é preciso ter disciplina, organização e autonomia. Você pode organizar sua rotina de forma mensal ou semanal, veja como fica melhor para você. Só não deixe de se organizar para não esquecer ou atrasar prazos. Uma rotina organizada traz mais produtividade e menos ansiedade.

8. Saiba descansar

Quem começa a trabalhar como freelancer pode achar que é uma grande vantagem fazer o seu horário, mas nem sempre isso é uma maravilha. Muitas pessoas acabam trabalhando de domingo a domingo, sem reservar um tempo para descanso em sua rotina. Com isso, a produtividade cai e a sua saúde fica prejudicada. Além disso, você pode cair no erro de pegar mais coisas pra fazer do que realmente consegue entregar. 

Portanto, organize sua rotina de forma a ter descansos semanais e se comprometa apenas com o que pode entregar. Assim, sua saúde física e mental serão preservadas e a sua reputação no mercado não fica abalada com atrasos. Dessa forma, empresa e freelancer não se prejudicam.

Gostou das dicas? Esperamos que com elas você possa organizar sua vida como freela e conquistar sua saúde financeira. Conte sempre com a BLU365! (=