8 dicas para economizar com seu pet

0
711
economizar com pet

Controlar o orçamento não é uma tarefa tão simples assim, pois há detalhes que podem comprometer sua renda sem você ter percebido. Os cuidados com o seu pet, por exemplo, podem impactar bastante a vida financeira de todos que moram na casa. É comum que os animais domésticos mais jovens precisem de menos cuidados e tragam gastos menores, mas eles costumam aumentar com o passar dos anos.

De forma geral, as despesas com os animais domésticos são fixas, tais como alimentação, vacinação, vermífugos e em alguns casos pacotes de banho e tosa. Mas quando o animal envelhece os gastos com consultas veterinárias e medicações devem ser levados em consideração. Se você já tem um pet ou pensa em adotar um, confira 8 dicas para economizar com ele, mas sem deixar suas necessidades de lado.

1. Compre pacotes de ração maiores

Muitas pessoas optam pela ração mais em conta no momento das compras, mas há outra forma mais inteligente de economizar. Invista em pacotes grandes de 7kg, 10kg,15 kg ou até maiores, dependendo do tamanho do animal. Para armazenar, feche bem o pacote e separe apenas a porção que será utilizada na próxima semana ou nos próximos 15 dias. Desta forma a ração mantém seu frescor e você consegue economizar muito mais do que se comprasse 1kg ou 3kg apenas.

Investir em uma alimentação de qualidade evita que seu bichinho fique doente e prolonga sua vida. Pode até parecer mais fácil comprar a ração mais em conta, mas coloque na balança os benefícios a longo prazo. E nem é preciso comprar a ração mais cara para garantir uma alimentação de qualidade.

2. O mesmo vale para a areia sanitária ou tapetes higiênicos

Além da alimentação, alguns animais também precisam de itens para sua higiene diária. No caso dos gatos, a areia sanitária e dos cachorros, os tapetes higiênicos ou similares. Temos também os roedores, que precisam de serragem para forrar suas gaiolas, entre outros produtos do tipo. Esse é um gasto fixo e uma boa maneira de economizar é comprar em atacado para conseguir bons descontos.

Mas assim como a ração, escolha produtos de qualidade, que irão durar mais e no final das contas, te fazer economizar. Pesquise sobre diferentes tipos de areia sanitária para gatos, pois há algumas que duram mais e apresentam bom custo-benefício. Também é possível improvisar e economizar, há ótimos tutoriais no YouTube.

3. Negocie pacotes mensais de banho e tosa

Não são todos, mas os animais de pelo longo, especialmente os cachorros, precisam de banhos e tosa no pet shop. Há como improvisar e dar banho em casa, mas é preciso saber o que está fazendo, para não correr o risco de prejudicar a saúde do seu bichinho. Se o seu vai ao pet semanalmente, que tal fechar um pacote mensal? Há opções mais em conta para os clientes fidelizados. Pesquise e compare preços. 

4. Mantenha vacinação e antiparasitários em dia

Prevenir sempre é melhor do que remediar e isso vale para a vacinação e os antiparasitários do seu pet. Lembre-se de vacinar com as doses necessárias todos os anos, além de aplicar o antiparasitário há cada 3 meses ou o tempo recomendado pelo veterinário. São gastos necessários, que garantem a saúde e bem-estar do animal, além de prevenir gastos futuros com veterinários, em caso de doenças que poderiam ser prevenidas.

consulta de cpf

5. Meu bichinho precisa mesmo disso?

Roupinhas, coleiras diferentes, novos potes de água e ração, brinquedos… Atualmente existe uma infinidade de produtos disponíveis para animais no mercado, mas será que o seu pet precisa disso? Se você precisa economizar, não comprometa seu orçamento com os supérfluos. Se quer comprar algo novo para o seu animal, mas que não é tão urgente assim, economize e junte o dinheiro necessário.

6. Tenha uma reserva de emergência

Muita gente se esquece, mas ter um animal é uma grande responsabilidade. Eles podem ficar doentes a qualquer momento, podem sofrer acidentes e precisar de consultas veterinárias. Por isso, mantenha uma reserva de emergência para os gastos inesperados que podem surgir com o seu pet. Nada pior do que ser pego desprevenido, não é mesmo?

7. Antecipe e planeje gastos extras

Essa dica vale para quem está pensando em ter um bichinho, mas ainda não tem. Antes de trazer para casa, observe suas finanças e reflita se você tem condições de assumir essa responsabilidade no momento. Antes de receber o novo integrante da família, que tal planejar os gastos? Pesquise quanto custa a alimentação dele por mês, além de gastos eventuais com veterinário, banho, tosa, entre outros.

Quanto maior o animal, maiores serão também os gastos. Planeje-se financeiramente antes de receber seu bichinho em casa.

8. Não compre, adote

Por último, mas não menos importante, uma dica que além de economia ajuda a dar lares aos animais necessitados. Pense em quantos animais esperam ansiosamente em abrigos pelo dia em que receberão uma casa para morar. Além de economizar muito, pois animais de raça são caros, você vai ter para sempre a gratidão do seu bichinho. Então, visite os abrigos, conheça essa realidade e adote seu pet!

Ter um animal em casa pode ser ainda mais incrível com um bom planejamento financeiro. Gostou dessas dicas? Então deixe sua opinião nos comentários! 

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui