Como usar o crédito após consegui-lo

0
702
como usar credito

Foi atrás das melhores oportunidades e conseguiu o crédito que estava querendo há muito tempo? Parabéns! A sensação de alívio é ótima, porém nem tudo são flores. Afinal, o uso do crédito deve ser muito bem pensado, para evitar futuras dores de cabeça.

Separamos algumas dicas valiosas de como usar o crédito. Continue a leitura para conferi-las!

Faça um planejamento

Se você ainda não o fez, ainda há tempo de fazer um planejamento de qualidade. Nele, separe todos os destinos que você pretende aplicar o crédito.

Isso é tão necessário quanto conseguir o crédito de fato. Por isso, coloque na ponta do lápis tudo o que precisa e deseja fazer com essa entrada de dinheiro. Não planejar-se com cuidado pode ter um efeito rebote gerando dívidas e grandes problemas que ninguém precisa enfrentar.

Além de colocar no planejamento os gastos previstos, coloque também suas outras fontes de renda para ter um panorama o mais completo possível sobre as suas finanças. Dessa forma, fica mais fácil não apenas identificar como usar o crédito recém-adquirido, mas também como fazer o pagamento das prestações do mesmo.

Adquira o que for necessário

Faça uma lista de tudo o que você pretende adquirir com o dinheiro: automóvel, entrada em imóvel, eletrodoméstico, viagens e tudo o que você desejar. Neste momento, não pense no valor que será a soma de tudo isso.

Feito esse processo, agora sim é hora de levar em conta o seu crédito. Analise o que é possível conseguir e descarte aquilo que não faz parte das suas prioridades. Deixe os gastos supérfluos e não necessários para outro momento, visto que, na vasta maioria do casos, eles não são urgentes.

Ao priorizar as coisas certas, você faz um gasto do crédito de forma mais consciente e sóbria. Isso diminui exponencialmente as chances de você se arrepender, endividar ou ter algumas dores de cabeça devido ao uso do crédito.

Lembre-se sempre: crédito deve sempre ser a solução, e não um problema em sua vida financeira.

Use com moderação

Com um planejamento bem feito e definido o que você irá adquirir, faça um plano de quando e como você irá gastar o seu crédito. Evite comprar tudo de uma vez, visto que essa prática pode colocar gasolina na vontade de comprar coisas supérfluas e sem necessidade imediata.

Além disso, usando o crédito de pouco em pouco você mantém um controle mais forte sobre o seu dinheiro. E como já dizia o ditado popular, dinheiro na mão é vendaval.

Invista uma parte

Calcule e planeje-se para usar parte de crédito como um novo investimento. Nesses casos, dê preferência a aqueles investimentos que são considerados mais conservadores, com baixíssimo risco de perder o valor investido.

Os investimentos que entram nessa categoria são:

  • Certificados de Depósito Bancário (CDB): o CDB é uma espécie de empréstimo para bancos. Eles servem para o banco se manter em funcionamento, e são conhecidos por serem fáceis de recuperar em situações de emergência. Priorize aqueles que pagam acima de 90% da CDI. Em bancos de porte médio, é possível encontrar até aqueles que pagam 100% da CDI.
  • Tesouro Selic (LFT): o tesouro Selic é a forma de investir com menos risco existente no Brasil. Por meio dele, você faz uma espécie de empréstimo para o Governo Federal. Muitos brasileiros o utilizam como um substituto da poupança.
  • Fundos de renda fixa: se você deseja não ter a preocupação de escolher qual modelo de investimento conservador funciona melhor para você, vale apostar nos fundos de renda fixa. Eles investem seu dinheiro em papéis como os citados acima e outros investimentos de baixo risco, e você não precisa se preocupar com nada, apenas escolher a melhor empresa para tal.

Quite as suas dívidas

Quitar as suas dívidas deve ser a grande prioridade de uso do crédito. Afinal, desta forma, você não apenas irá respirar mais aliviado como também terá uma saúde financeira bem mais forte, nome limpo e muitas outras vantagens.

Para aproveitar o máximo possível do seu crédito com esse objetivo, vale muito a pena tentar renegociar as suas dívidas. A BLU365 ajuda você a cumprir esse objetivo, da mesma forma que já ajudou mais de um milhão de famílias a ficarem no azul.

Se interessou? Clique aqui e conheça a BLU365 agora mesmo!