Auxílio Emergencial 2021: Conheça as novas regras

0
4329
auxilio emergencial

Devido à nova onda de casos do COVID-19, o Governo Federal divulgou hoje a volta do Auxílio Emergencial. O benefício vai voltar a ser pago para a população a partir do mês de Abril. Entretanto, o auxílio irá retornar com novas regras que vão mudar um pouco a forma como ele funciona, confira abaixo:


Qual é o novo valor do Auxílio Emergencial?

O valor sofreu algumas alterações e agora irá depender das condições de cada pessoa:

– Para quem mora sozinho: R$150

– Famílias com mais de uma pessoa e que não são chefiadas por mulheres: R$250

– Famílias chefiadas por mulheres: R$375


Quem tem direito ao Auxílio Emergencial?

Para receber o novo Auxílio Emergencial, você deve atender aos seguintes critérios:

– Ter Recebido o Auxílio Emergencial em 2020

– Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$3.300)

– Ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$550)

– Ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família



Quem não poderá receber o Auxílio Emergencial?

Segundo o governo, as seguintes pessoas não têm direito ao novo Auxílio Emergencial:

– Trabalhadores formais, com carteira assinada;

– Quem recebe benefício do INSS ou de programa de transferência de renda federal;

– Quem recebeu o Auxílio Emergencial de 2020, mas não sacou e nem utilizou o dinheiro;

– Quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio;

– Residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares;

– Pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes;

– Presidiários;

– Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70 em 2019;

– Quem tinha em 31 de Dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total ou superior a R$300.000;

– Quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$40.000.


Como eu posso solicitar o Auxílio?

O Auxílio de 2021 utilizará o cadastro feito no ano passado. Se o trabalhador atender a todos os novos critérios exigidos, ele receberá o benefício automaticamente, sem necessidade de cadastro ou solicitação.


Como será feito o pagamento?

O Governo irá depositar o valor do auxílio nas contas digitais abertas pela Caixa Econômica Federal em nome dos beneficiários cadastrados no ano passado. A primeira parcela já começou a ser paga em Abril, confira o Calendário de Pagamentos aqui.


Confira outras Mudanças do Auxílio de 2021:

Número de Parcelas: 4

– Valor Máximo da Parcela por Família: R$ 375

– Valor Mínimo da Parcela por Família: R$ 150

– Mulher chefe de família: R$ 375

– Total de Beneficiários: 45,6 milhões