6 dicas para sobreviver aos gastos de começo de ano

0
877
gastos de começo de ano

O ano novo é um começo de ciclo, que traz muitas oportunidades. Ao mesmo tempo, é sabido que os gastos da época podem ser alto e ter um grande impacto nas finanças pessoais e familiares. Por isso, saber como se planejar para sair ileso dos gastos de começo do ano é essencial.

Para te ajudar, separamos 6 dicas que irão fazer com que a época seja bem mais tranquila para o seu bolso. Continue a leitura para conferi-las!

Fique por dentro das novidades do blog da BLU 😉

             

1. Anote tudo que precisa ser gasto

Antes de tudo, planejamento é rei e deve ser sua grande prioridade. Por isso, coloque no papel (ou tela) tudo o que precisa ser pago nessa época. Alguns exemplos são faturas de viagens de férias e compras de fim de ano, mensalidades e/ou materiais escolares e universitários, impostos, renovações de seguro, entre outros.

Confira como é possível encaixá-los dentro de seu orçamento financeiro, cortando gastos onde é possível e realocando recursos.

2. Cuide dos impostos

Os primeiros meses do ano são famosos por serem a época de pagamentos como o Imposto Sobre Propriedade Predial e Territorial (IPTU), Imposto sobre Veículos Automotores (IPVA), e Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores Terrestres (DPVAT).

Tirando o terceiro, que tem um valor relativamente baixo, o primeiro e segundo são calculados com base no valor da propriedade, e o preço pode pesar no orçamento. Para suavizar, é possível parcelar o valor dos dois – o parcelamento do IPTU depende da prefeitura, enquanto o IPVA pode ser parcelado em até três vezes.

Porém, analise se vale a pena. Os dois impostos podem ter descontos relevantes, dependendo da cidade e estado, quando pagos de uma vez. Caso consiga, prefira fazer o pagamento a vista, tanto aproveitando o desconto quanto se livrando de uma vez do pagamento.

3. Economize nas compras escolares

As compras de materiais e pagamentos de mensalidades pesam no bolso das famílias, podendo representar grande parte dos gastos de começo do ano. Por isso, toda economia vale a pena.

Pesquise online e em lojas físicas pelos melhores preços de materiais. Para economizar ainda mais, verifique a opção de descontos em grandes quantidades e divida com famílias que possuam a necessidade de também fazer as compras. Sempre pergunte se há desconto a vista ou com alguma forma de pagamento específica.

Lembre-se que não há necessidade de comprar tudo de uma vez. Compre o necessário para os primeiros meses e deixe o resto para os próximos meses – fora de época, pode encontrar descontos interessantes.

Por mais que os gastos com mensalidades sejam mais difíceis de contornar, muitas escolas e universidades oferecem desconto para pagamento do ano inteiro a vista. Caso você consiga arcar com o gasto, pode conseguir um abatimento impressionante.

4. Evite deixar gastos do ano anterior pendentes

Faturas de cartões no começo do ano podem ser altas, visto que é comum viajar na época de festas e comprar presentes. Porém, evite ao máximo pagar apenas o mínimo ou parcelar a fatura.

Ao pagar toda a fatura, você evita taxas de juros altíssimas e garante maior tranquilidade.

5. Deixe compras não essenciais para mais tarde

Entre no modo sobrevivência e deixe para comprar coisas por prazer para os outros meses. Assim, sobra mais dinheiro nesse período para o que é realmente necessário.
Aqui também entram as dicas clássicas de economia doméstica, como cozinhar mais em casa, pedindo menos delivery, e utilizar o transporte público ou caminhar ao invés de usar aplicativos de transporte. Mesmo com cupons tentadores, fazer as coisas da forma mais “clássica” vai te ajudar a economizar.

6. Comece a planejar para o ano que vem

O baque dos gastos de começo do ano sempre será grande, porém pode ser amenizado com economia e planejamento. Desde já, procure economizar um pouquinho por mês para essas obrigações, também economizando parte do décimo terceiro salário para tal.

Com planejamento e disciplina, o impacto dos gastos de começo do ano serão bem menores!