5 dicas indispensáveis para o controle de vendas de revendedoras

0
853
controle de vendas

Ser revendedora pode ser uma ótima maneira de manter uma boa renda mensal, além de ser uma atividade bastante recompensadora. Entretanto, como em todo trabalho autônomo, é preciso tomar cuidado para não deixar que a instabilidade financeira gere riscos.

É comum ouvir relatos de revendedoras que trabalham o dia todo, mas não conseguem ter noção do retorno exato de seu esforço. Para isso, o controle de vendas é fundamental. Saber quanto está sendo investido e qual o lucro diário final faz toda a diferença para seu planejamento financeiro.

Qual a importância do controle de vendas para revendedoras?

Registrar todas as entradas e saídas pode parecer desgastante em curto prazo, mas é essencial para o bolso à longo prazo. A gestão financeira precisa fazer parte do dia a dia de qualquer trabalhador autônomo.  

O controle de vendas permite que você organize seu dinheiro, faça um cronograma e se dedique verdadeiramente a criar uma reserva financeira e começar a realizar seus sonhos. Além disso, tornará o seu trabalho mais profissional, atraindo mais clientes.

Fazer a gestão financeira está parecendo difícil demais? Manter um controle de vendas detalhado e planejar os gastos pode ser mais simples do que parece. Para te ajudar com isso, aqui estão algumas dicas.

1. Não misture dinheiro pessoal com profissional

Esta é uma das dicas mais batidas dentro do mundo dos pequenos negócios. Isso porque continua sendo a mais importante. No início de um trabalho autônomo, é difícil separar as contas pessoais das despesas do negócio. Entretanto, é só assim que se torna possível começar o controle das vendas.

Saber exatamente quanto custa e quanto rende manter seu negócio como revendedora permite que você consiga planejar melhor, visualize as falhas e resolva os problemas com facilidade.

Com tantas formas possíveis de receber pagamentos, anotações por todo canto, prazos para recebimento e outras variáveis, parece complicado unir tudo em um mesmo lugar. Entretanto, perder o hábito de colocar toda a renda diretamente no bolso durante o mês é necessário.

O primeiro passo para organizar sua renda é criar duas contas: uma para os valores da revenda e outra para seu dinheiro pessoal. Todo o dinheiro que você recebe dos seus clientes, seja em transferência ou boleto bancário, deve ser encaminhado para sua conta jurídica. Assim, você consegue ter uma visão clara de quanto dinheiro o seu trabalho está rendendo.

A partir daí você pode definir o quanto pode tirar desse dinheiro para si. Nesse valor, deve estar envolvido seus gastos com impostos, aluguel, contas de luz e internet, pagamento de produtos, etc. Se possível, automatize o depósito desse valor mensal para sua conta pessoal.

Por fim, separe seus gastos pessoais dos gastos com o negócio. Quando precisar pagar fornecedores, retire da conta jurídica. Quando for pagar o aluguel, retire de sua conta pessoal. Simples, não é?

2. Mantenha o controle de suas movimentações financeiras

Manter o registro de todas as movimentações financeiras deve fazer parte da sua rotina como revendedora. São esses dados que vão permitir o controle de vendas e a análise dos resultados do seu trabalho.

Ter um fluxo de caixa e preenchê-lo diariamente é o primeiro passo. Registre separadamente as entradas e saídas, discriminando a origem das receitas e o destino das despesas. Não esqueça de anotar as formas de recebimento nas entradas. Nas saídas, leve em conta itens como pagamentos a fornecedores, salário, pagamento de outros serviços, despesas com veículos e materiais.

Existem aplicativos, como o Super Revendedores, que te ajudam nessa tarefa. Além da praticidade para registrar as informações, os aplicativos de gestão financeira permitem que você consulte sua situação pelo celular a qualquer momento.

Não quer usar um aplicativo para acompanhar suas vendas? Aqui está uma planilha para você fazer o controle de vendas por conta própria.  A planilha serve para você acompanhar e controlar o andamento das vendas como revendedora ao longo do mês. Com ela, você pode verificar a meta mensal estipulada (acumulado planejado) e as vendas realizadas diariamente (realizado).

O modelo é um documento para Excel, que pode ser editado no software da Microsoft ou nas planilhas do Google. Assim que você abrir o arquivo, vai encontrar quatro abas: a tabela geral para você registrar seus números, o acompanhamento diário para visualizar um gráfico com o realizado, o planejado base e o planejado futuro e o acompanhamento acumulado, com um gráfico do realizado, da tendência e da meta.

A última aba acompanha as instruções para o melhor uso da planilha. Com o tempo, seu controle de vendas já será uma atividade rotineira natural. Depois disso, vai ficar muito mais simples aumentar suas vendas e acompanhar seus resultados.

3. Faça sua gestão de estoque

Quais dos seus produtos tem maior saída? Quais são mais pedidos em cada período do ano? Como notar que existem produtos parados e o que fazer com eles? A resposta para todas essas perguntas você encontra quando mantém uma gestão de estoque.

Para evitar problemas e fazer o seu negócio de revenda girar, organize seu estoque. Escolha um bom local para estocar os produtos de acordo com suas necessidades e espaço. Seu estoque precisa ser organizado, com acesso facilitado, visibilidade e controle.

Procure saber quais produtos têm mais ou menos saída para evitar gastos extras. Desta forma, você não corre o risco de deixar algum cliente na mão por falta de produtos a oferecer. Seu nível de estoque precisa acompanhar a venda dos produtos.

Quando você tiver uma previsão de vendas para o próximo período e quantidades estocadas, acrescente o tempo e a quantidade mínima exigida pelo fornecedor para repor os artigos a serem estocados.

Se suas vendas estiverem em grande volume, digitalize seus dados criando uma planilha com os itens adquiridos, a quantidade de produtos já vendidos e os valores. Marque as datas de seu contato com os fornecedores, isso irá facilitar novas negociações. Além disso, acompanhe diariamente a movimentação das suas vendas.

Com um bom controle de estoque você faz uso adequado do capital de giro, evita atrasos no fornecimento de produtos, supre as necessidades de vendas na medida da demanda dos seus clientes, identifica produtos que estão sem saída e os que garantem bons negócios.

4. Faça uma reserva financeira

Em qualquer situação, criar uma reserva financeira para emergências é necessário. Quando tudo estiver organizado, aproveite para definir um valor mensal a ser aplicado na poupança ou outro fundo de resgate rápido.

Quando houver algum problema financeiro pessoal ou as vendas baixarem inesperadamente, essa será sua fonte de segurança. Para definir o valor a ser poupado, é necessário ter alguma noção de sua renda, quais valores podem ser reduzidos no dia a dia e quanto sobra para ser guardado.

Todo ano, faça uma nova avaliação da sua situação financeira para verificar se é possível guardar e começar a investir com sua reserva. Nesse sentido, chegamos à última dica:

5. Invista no seu trabalho como revendedora

Com um bom controle de vendas é muito mais fácil manter a saúde financeira do seu negócio. Dessa forma, você pode aproveitar para investir no seu negócio. Estar sempre em busca de desenvolvimento pessoal para melhorar as suas vendas é fundamental. Busque por cursos de gestão, conheça novas ferramentas, mantenha-se atualizada.

Quando suas vendas aumentarem substancialmente, procure investir em estoque, contatos com fornecedores, atendimento e outras características que irão melhorar o seu trabalho e fidelizar mais clientes. Quando você se organiza e tem noção de exatamente tudo que está acontecendo, as chances de sucesso sendo revendedora são infinitas.

Quer ajuda nessa organização? A BLU365 te mostra o caminho!

quitar dividas
Chega de se preocupar com dinheiro. Clique aqui e fique no azul com a BLU365

Leia também: Avon: Conheça a parceria com a BLU365

Fontes:

https://blog.superrevendedores.com.br/revendedora-avon-controle-de-vendas/

https://blog.contaazul.com/planilha-vendas

https://succeedasyourownboss.com/6-tips-managing-small-business-finances/