Cheque especial: como sair dos juros e quitar a dívida?

0
601
como sair do cheque especial

Na hora da emergência, muitos recorrem ao cheque especial. Mesmo não sendo a opção mais recomendada, ela é normalmente uma última saída para quem precisa realizar pagamentos ou compras de última hora, quando não se há dinheiro no banco.

O cheque especial pode se tornar um grande problema, visto que seus juros costumam ser muito altos e gerar diversas novas taxas. Pensando nisso, separamos um guia de como sair do cheque especial, se livrar dos juros e quitar a dívida. Continue a leitura para conferir!

Fique por dentro das novidades do blog da BLU 😉

             

Reduza o limite

Assim como acontece com o cartão de crédito, o cheque especial também conta com um limite. Por isso, uma boa forma de evitar contrair ainda mais dívidas é solicitar que o limite do recurso seja reduzido, para um valor que com certeza consiga pagar.

Note que, em alguns bancos, estourar o limite do cheque especial gera taxas grandes. Por isso, converse bastante sobre a situação com o seu banco e não deixe de ler atentamente o contrato do cheque especial.

Outra solução, mais radical, é cancelar o cheque especial como um todo. Dessa forma, você evita de forma mais enfática nova dicas. Prefira essa opção caso consiga e não dependa do cheque especial.

Analise a situação

Pagar qualquer tipo de dívida exige uma boa análise da situação especial. Verifique o quanto está devendo, que tipos de compras e pagamentos geraram o problema e quanto você conseguiria pagar por mês.

Essa análise deve ser feita sempre pensando na situação real inserida em seu contexto, ou seja, não adianta fazer essa análise sem verificar o que gerou o problema. Coloque tudo na ponta do lápis e, assim, pode descobrir que resolver o problema é bem mais simples do que parece.

Faça ou refaça um planejamento financeiro

Com a atual situação entendida, é muito importante criar ou refazer o seu planejamento financeiro. Afinal, para pagar as dívidas sem contrair novas, a única saída é planejar para onde o seu dinheiro vai.

Lembre-se de adicionar no planejamento, antes de tudo, os gastos essenciais, como com moradia, transporte, alimentação e educação – será muito mais difícil repensar esses gastos. Depois, coloque aqueles gastos que podem ser cortados, mesmo que parcialmente. São eles que irão abrir espaço para o pagamento da dívida.

Crie uma reserva para emergências

Mesmo no meio do planejamento para pagar a dívida, ainda é muito necessário não deixar de lado a responsabilidade de criar uma reserva financeira para possíveis emergências. Afinal, imagine que fez um ótimo planejamento, começou a pagar as dívidas e, por conta de uma emergência, se endividar novamente – a situação é bem frustrante, não é mesmo?

Por isso, reserve uma parcela do dinheiro para futuras emergências e guarde-o em algum lugar que faça o dinheiro render, como poupança ou aplicativos de investimento. Dessa forma, além de se preparar para possíveis emergências, você também põe o dinheiro para trabalhar.

Negocie a dívida

Uma das partes mais importantes para sair do cheque especial é negociar a sua dívida com o banco. Lembre-se que o maior interesse deles é receber o dinheiro que você deve, e não apenas criar dívidas difíceis de pagar.

Diversas instituições oferecem soluções rápidas e interessantes para ambas as partes, gerando maior tranquilidade e aumentando a possibilidade de quitação de dívida.

A BLU365 pode te ajudar nessa tarefa. Com bancos parceiros, a plataforma oferece uma forma fácil e rápida de renegociar as suas dívidas, já tendo ajudado mais de um milhão de famílias brasileiras. Clique aqui e saiba mais!

Fique por dentro das novidades do blog da BLU 😉