Saúde Financeira: Como sair das dívidas

0
363
saúde financeira

O planejamento financeiro é algo muito importante em nossas vidas, dele depende nossa saúde financeira. Além disso, é preciso organizar as contas na crise para ter uma qualidade de vida melhor.

Porém, em tempos adversos as coisas podem sair de nosso controle. Neste momento que atravessamos tempos difíceis, a crise financeira ronda nossas contas, e alguns já entraram nas dívidas. Como sair dessa situação?

Aqui iremos tratar da saúde financeira e como podemos agir para sair das dívidas e ter uma vida equilibrada. Fique conosco!

O que é saúde Financeira

Você precisa entender que a saúde financeira está ligada diretamente a sua qualidade de vida. Quem nunca ouviu aquela velha frase: “dinheiro não traz felicidade”?

Existe uma ideia errada sobre esse tema. É certo que o dinheiro não traz felicidade, mas uma vida sem dinheiro é muito difícil. Todos nós temos nossas necessidades, e parte delas se resolvem com dinheiro, isso é um fato.

Saúde financeira não é ser rico, e qualquer pessoa pode ter saúde financeira independente de ser rico ou não.

Saúde financeira é conseguir ter equilíbrio entre o que se ganha (receita) e o que se gasta (despesas), evitando o endividamento, e para isso ter uma reserva financeira para casos de emergências.

Por que sair das dívidas é essencial para uma boa saúde financeira

Bem, como já dissemos aqui, saúde financeira é o equilíbrio entre o que se ganha e o que se gasta, e as dívidas são exatamente um grau de risco para esse controle. Dívida são todos os compromissos que são feitos para pagar antes de se receber o dinheiro.

Quando vai chegando o fim do mês, que é geralmente a data de receber seu salário, você começa a pensar que em todas as pendências que tem para pagar: como aluguel, energia, água, internet, carnê, fatura do cartão, entre outros..

Se todo mês contas como essas vem a sua mente, saiba que essas são suas dívidas. Você vai me dizer que algumas são inevitáveis, o que vou concordar. Mas observe que nem todas são assim.

O acúmulo de dívidas leva ao endividamento, que é quando as coisa perdem o controle, ou você não pode pagar tudo o que deve.

Então, já que algumas não se podem evitar, o melhor é procurar não fazer dívidas desnecessárias. No nosso exemplo aqui seria: carnês e fatura do cartão.

Confira 5 passos para sair de vez das dívidas

Aqui não existe mágica, e sim determinação. Não pense que sem esforços você conseguirá a liberdade, porém, uma vez conquistada nunca mais você vai querer voltar ao cativeiro financeiro.

Você verá agora 5 dicas para sair das dívidas. Coloque em prática e veja o excelente resultado.

Mapeie todas suas dívidas

O primeiro passo para sua saúde financeira é saber identificar suas dívidas, e dividi-las em dois grupos: fixas e flutuantes

As fixas são aquelas que você não pode mexer, por exemplo: aluguel, energia, água e etc. Essas são dívidas inevitáveis. Do outro lado encontramos as flutuantes, que são aquelas que podem ser evitadas.

Sugiro que faça uma relação de suas dívidas escrevendo as duas com cores diferentes: preto e vermelho, por exemplo.

consulta de cpf

Organize o Orçamento

Agora que você tem sua lista, com as dívidas em cores diferentes, se concentre naqueles que estão de vermelho, ou que se pode evitar.

Descubra as razões delas estarem em sua relação. O objetivo é saber se realmente são necessárias, ou podem ser evitadas. Dentro dessa dica sugiro que você faça um plano, algo de tempo determinado, para encerrar cada uma dessas dívidas.

E se seu objetivo é a saúde financeira, evite colocar outras dívidas no lugar dessas que estão saindo, a não ser em casos em que as taxas de juros compensam. Lembre-se que o ideal é ficar no seu orçamento somente aquilo que é indispensável.

Priorize as Dívidas Maiores

Nessa batalha mate primeiro os leões maiores, claro que em sentido figurativo. Existem algumas razões lógicas em se começar logo pelas dívidas maiores, entre elas ter rapidamente um alívio maior, no começo você estará mais determinado em vencer.

Toda vez que começamos nossa atenção pelos valores maiores, terminamos mais rápido, pois os recursos que sobrarem vão te ajudar a abater muitas dívidas menores.

Além disso, olhe não apenas para o valor da dívida, mas sim para as taxas de juros cobradas.

Caso tenha entrado no rotativo do cartão de crédito, provavelmente está lidando com juros altíssimos. Nesse caso vale considerar um empréstimo para quitar essa dívida, desde que ele apresente taxas de juros mais atrativas, como é o caso do empréstimo com garantia de veículos, por exemplo.

Tente negociar as dívidas

Se as pendências maiores forem difíceis de resolver de uma vez, a proposta é dividir, e para isso você pode negociar sua dívida para ficar mais fácil de pagar.

Uma saída legal, é procurar lugares que você possa dividir e pagar menos juros, essa sempre é uma boa saída.

Procure novas fontes de renda

Se você perceber que será muito difícil se livrar das dívidas com a renda que recebe, sugiro que você procure uma nova fonte de renda, e canalize esse ganho para sua luta contra as dívidas.

Isso o ajudará a terminar mais rápido e depois que terminar pode usar esse valor extra para um investimento.

Cuidados para não entrar em novas dívidas

Agora que você entendeu como sair da situação de devedor, um alerta importante: cuidado para não entrar em novas dívidas. Para manter uma saúde financeira é importante ter educação financeira. É ter controle em cima de tudo que se faz com os rendimentos e permitir que seu orçamento não fique cheio de dívidas, que sufocam suas entradas

Considerações finais

Aqui você aprendeu o que são dívidas e que muitas delas podem ser evitadas, e que o acúmulo delas afetam diretamente sua saúde financeira.

Concluindo, é importante reforçar que ter dinheiro não é algo ruim, e que você não precisa ficar rico para ter uma boa saúde financeira. O mais importante em questão de dinheiro, não é apenas saber ganhá-lo, mas sim saber administrá-lo.  

Assim, você terá mais equilíbrio financeiro para alcançar os objetivos e sonhos que possui.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui