5 dicas para aprender a controlar o uso do cartão de crédito

0
1470
cartão-de-crédito

O cartão de crédito é uma solução para quem precisa de mais tempo para pagar alguma compra e procura segurança, além de oferecer programas de pontos, descontos e milhagens.

Porém, também é muito fácil perder o controle dos gastos, já que o crédito nada mais é que um empréstimo que o banco faz a você, com um período determinado para pagamento. Passado esse prazo, incidem-se juros sobre a dívida, que, com o tempo, podem se tornar uma bola de neve.

Caso você esteja em uma situação de dívidas com cartão de crédito, veja como tomar o controle da situação:

Some o valor total da dívida que você tem com o banco ou a administradora do cartão;

  • Some o valor total da dívida que você tem com o banco ou a administradora do cartão;
  • Renegocie a dívida, optando por pagar em parcelas fixas, para não se assustar com os juros mais à frente;
  • Peça o Custo Efetivo Total (CET), assim você saberá quanto é o valor da dívida que você está pagando, por quanto tempo, o valor dos juros e taxas, os impostos que recaem sobre o pagamento e outros.
  • Caso as taxas e juros estejam muito altas, pesquise outros cartões de crédito com valores menores e troque de emissora.

Como não fazer dívidas com cartão de crédito

Se você ainda não acumulou dívidas, veja como não entrar:

Troque por cartão sem anuidade

Apesar de você ainda precisar pagar as taxas de juros, de saques, emissão de segunda via e outras, o cartão sem anuidade te isenta desta taxa de manutenção.

Cobrada muitas vezes em mensalidades ou em parcela única anual, este é um valor que pode ser economizado e, junto com outros cortes, pode significar um bom montante.

Reduza seus gastos com cartão

Se você já fez a lista de gastos e ganhos que sugerimos nos passos anteriores, verifique quais despesas são pagas com o cartão de crédito.

Muitas vezes temos gastos que entram todo mês e não estamos atentos, como assinaturas de aplicativos, serviços de streaming, doações a instituições sociais, pacote de dados em serviços de armazenamento em nuvem (como Google Drive, Dropbox e iCloud). entre outros.

Para fazer um uso consciente do cartão, avalie o que pode ser dispensado, ao menos enquanto você recupera sua saúde financeira.

Diminua o limite do cartão

Limites altos podem trazer a ilusão de que temos este dinheiro para gastar, o que racionalmente você sabe que não é verdade.

Ter limite sobrando é também o passo fundamental para compras por impulso. Você se interessa por algo, sabe que tem limite e deixa o problema para depois.

Não caia na tentação de pagar o mínimo

As administradoras de cartão de crédito permitem que você pague a fatura completa no prazo estabelecido ou opte por pagar apenas um valor mínimo no mês.

Quando se está endividado esta é uma grande tentação, mas que deve ser evitada sempre que possível. Quanto mais tempo você demorar para quitar a fatura, maiores serão os juros sobre ela.

Vamos pensar no futuro?

Assim que a situação ficar sob controle e você conseguir pagar as suas dívidas, que tal manter a sua meta de economia e criar um fundo para emergências?

Um dos maiores aprendizados dessa pandemia é que temos pouco controle sobre a realidade. Então, nada melhor que estar preparado caso outra crise aconteça, caso alguém de sua família perca o emprego ou outra situação similar.

Com o tempo, tente juntar o valor de três a seis salários e mantenha este valor investido. Assim, caso algo aconteça, você tem alguns meses de renda garantida até se restabelecer.

Este conteúdo foi produzido em parceria com o blog MelhorPlano.

Veja 8 dicas para criar sua reserva de emergência em tempos de incerteza.