Como sair das dívidas durante o isolamento social? É possível?

0
1661
como-sair-das-dividas

Mesmo antes do distanciamento social, provocado pela pandemia do COVID-19, muitas pessoas já passavam por dificuldades financeiras e acúmulo de dívidas.

Com a pandemia, esses casos se intensificaram e muitas pessoas perderam suas fontes de renda, precisando encontrar formas de se sustentar e sair das dívidas. Para melhorar a sua saúde financeira neste período, trouxemos algumas dicas de como cortar gastos, economizar e até gerar renda mesmo nesse momento tão difícil. Veja só!

Coloque as contas (e a vida) no lugar

A situação é nova, nós sabemos, e é preciso entender a realidade antes de tomar alguma atitude. É importante saber qual a situação atual das suas dívidas e dos seus gastos, para compreender o que pode ser feito daqui para frente.

O primeiro passo é fazer um planejamento financeiro. Você sabe com o que vem gastando nos últimos meses?

Para isso, faça uma lista ou uma planilha com seus ganhos e gastos reais. Entre os gastos, procure pensar no que é essencial – como compras de supermercado, aluguel, contas de energia elétrica, água e gás;  e o que é secundário, como academia, aplicativos de streaming (Netflix, YouTube Premium, Spotify e outros), alimentação de lazer e outros que podem ser reduzidos ou dispensados.

Utilizar seus extratos bancários passados ou aplicativos de gestão financeira pode ajudar a listar estas despesas.  

Faça uma relação de suas dívidas

Além de conhecer os gastos, é preciso ter consciência de quais são as suas dívidas, quanto é o valor total que você precisa para quitá-las e quais as negociações de pagamento você fez, como juros e períodos.

Com tudo listado, você pode definir o que cortar de gastos durante a crise, quais dívidas possuem mais urgência e quais podem ser renegociadas. Uma grande recomendação é que se crie uma meta de economia mensal das suas despesas, para que supram pouco a pouco o montante das dívidas.

Momento de Renegociar

Na hora de negociar, tente começar pelas dívidas que mais impactam na sua vida agora. O aluguel é um exemplo, pois você precisa ter onde morar, ainda mais em tempos de quarentena.

Durante o período de isolamento social, a situação está mais favorável à renegociação, já que a lei brasileira prevê o princípio da cooperação mútua e solidariedade social, ou seja, em situações imprevisíveis e adversas como a que estamos passando, você tem o direito de pedir a revisão de datas de pagamentos, prazos e valores das suas dívidas.

Verifique se você tem direito ao Auxílio e Benefício Emergencial

Para amenizar os impactos financeiros aos trabalhadores durante a crise ocasionada pela pandemia, o governo brasileiro lançou dois programas: o Auxílio Emergencial e o Benefício Emergencial (BEm).

O primeiro é destinado a trabalhadores informais de baixa renda, que não recebam benefícios previdenciários, como o seguro-desemprego ou aposentadoria, dentre outros critérios.

Este conteúdo foi produzido em parceria com o blog MelhorPlano.