Coronavoucher: Como faço para receber o auxílio de R$ 600?

0
53117
coronavoucher-auxilio-R$-600-reais
Carteira com notas de R$ 50 e moedas de R$ 1

O auxílio de R$ 600, que pode chegar até R$1.200, foi criado como uma atitude emergencial para ajudar os brasileiros na crise gerada pela pandemia do coronavírus. O governo pagará esse valor durante 3 meses para grupos de pessoas especificas.

As medidas tomadas, segundo o ministro da economia, Paulo Guedes, estão dentro de um pacote de R$ 15 bilhões voltado para “populações desassistidas”, vindo dos cofres da União.

Para conseguir se cadastrar para receber a ajuda, você deve se enquadrar em um dos grupos de pessoas que estão aptas.

Você poderá receber até três mensalidades de R$ 600 se:

  • Tiver mais de 18 anos de idade;
  • Não tiver acesso a benefícios previdenciários ou assistenciais como seguro-desemprego, aposentadoria;
  • Não tiver carteira assinada e preencher uma das seguintes condições: ser MEI (microempreendedor indivual), contribuinte do Regime Geral da Previdência Social, trabalhador informal inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal;
  • Tiver contrato de trabalho intermitente inativo (como garçons, atendentes e outros profissionais que atuam e recebem conforme a demanda). Ou seja, se estiver sem remuneração;
  • Tiver renda familiar (renda somada de todos os membros da família) abaixo de três salários mínimos (R$ 3.135) ou renda per capita (por pessoa) inferior a meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50). Nesta conta, entram os rendimentos brutos, sem descontos;
  • Não tiver recebido mais de R$ 28.229,70 em renda tributável (salários, etc) no ano de 2019;
  • Tiver cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020 no CadÚnico;
  • Quem não tiver se cadastrado no CadÚnico até 20 de março poderá preencher uma ficha de autodeclaração no aplicativo a ser lançado pelo governo. O cadastro será verificado antes que o pagamento seja aprovado.

Você poderá receber até três mensalidades de R$ 1.200 se:

  • For mulher chefe de família sem companheiro, neste caso, o benefício é dobrado.

Quem tem Bolsa Família

  • Quem tem o Bolsa Família também tem direito ao auxílio, mas terá de abdicar de um dos benefícios e ficar com o que for mais vantajoso financeiramente;
  • Até duas pessoas por família poderão receber o auxílio emergencial de R$ 600. Ele também poderá ser combinado com o Bolsa Família. Por exemplo: a mãe recebe o Bolsa Família e o pai recebe os R$ 600, contanto que preencham os requisitos de renda limite. Ou ambos recebem o auxílio emergencial, se for mais vantajoso;
  • O Benefício de Prestação Continuada (BPC) poderia ser recebido por mais de um membro da família. No entanto, o cálculo da parcela vai levar em conta a renda familiar já somada ao BPC de quem já o recebe.

Como faço o cadastro para receber o Auxílio de R$ 600?

O cadastro será feito através de um aplicativo do governo, que foi lançado nessa terça feira (07 de abril), você pode baixar o aplicativo que está disponível nos sistemas iOS e Android ou pelo site da Caixa. Para tirar dúvidas, está disponível o telefone 111. Não é preciso ter créditos no celular para acessar o aplicativo. Saiba como fazer o cadastro.

“Qualquer outro site ou app é falso”, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

coronavoucher-site-auxilio-600-reais

Poderão realizar o cadastro as pessoas que estão aptas, mas não se registraram no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal até 20 de março, ou não estão na lista do Bolsa Família. Portanto, MEIs, autônomos e trabalhadores informais devem ficar atentos para preencher a ficha pelo aplicativo.

Qual é o Calendário para sacar o Coronavoucher?

As três parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 por mês começam a ser pagas entre quinta-feira (09) e dia 14. A última parcela mensal deve ser paga até 29 de maio.

O calendário foi anunciado na manhã dessa terça -feira (07). Para os que se cadastrarem hoje, o pagamento deve estar disponível na quinta-feira (09), se tiverem conta-poupança na Caixa ou conta-corrente no Banco do Brasil. Os demais devem receber até o dia 14/4.

Como será feito o pagamento do Coronavoucher?

Ele será processado pelos bancos públicos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica e lotéricas, a partir de uma conta-poupança digital, sem qualquer tipo de tarifa, ou necessidade de apresentação de documentos.

O trabalhador pode solicitar a transferência para uma conta de outra instituição sem que haja cobrança de tarifa por isso.

Leia também: Coronavoucher: Descubra como usar o app para pedir o auxílio