13º salário: 5 dicas para quitar as dívidas usando o benefício

0
1530

O fim do ano se aproxima e com ele muitos brasileiros sonham com o 13º salário. O benefício garantido aos trabalhadores CLT é muito útil neste período para organizar a vida financeira. Segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), 87% dos brasileiros utilizaram o 13º salário para quitar dívidas. 

Se quase 90% dos brasileiros utilizou o benefício para quitar as dívidas, é nítido que esse ano não será diferente. Mas você sabe o que fazer no momento de pagar seus débitos com o décimo terceiro? Confira algumas dicas a seguir e se organize!

1. Priorize a dívida principal

Se você possui mais de uma dívida e não sabe por onde começar, comece pela dívida principal. As dívidas que geram mais juros devem ser priorizadas, afinal, quanto mais o tempo passa mais elas aumentam. Cheque especial e cartão de crédito são bons exemplos. Se você possui esse tipo de dívida, utilizar o 13º salário para quitá-las é uma boa escolha.

2- Pague contas antecipadamente e garanta desconto

Outras contas que não necessariamente são dívidas, mas que podem ser priorizadas são o IPVA e IPTU. Essas contas apresentam grandes descontos quando são pagas antes do vencimento. Por isso, que tal investir o 13º nelas? Assim você economiza e garante que o restante do orçamento possa ser utilizado nas dívidas.

3- Negocie o valor

Dívidas são desvantagem tanto para você, quanto para a empresa. É por isso que muitas empresas apresentam descontos e boas oportunidades de pagamento. Não tenha medo de negociar. Se você já está parcelando alguma dívida, vale também adiantar o pagamento das parcelas. Assim você começa o ano com o pé direito na organização da sua vida financeira!

Acesse o site da BLU365 e confira as ofertas disponíveis para negociar sua dívida!

4- Atente-se às datas de vencimento

Nem sempre vale a pena esperar o 13º chegar para quitar a conta. A melhor opção é sempre pagar antes da data de vencimento, para que não apareçam mais juros. Se você pode pagar antes de receber o benefício, não espere por ele.

5- Analise calmamente sua situação

Ao receber o 13º, tente manter a calma e colocar no papel todas as contas que precisam ser quitadas. Estabeleça prioridades e pague primeiro as contas que estão correndo juros. Se você não possui contas tão urgentes assim, o décimo terceiro salário pode ser investido em outras finalidades. Se você tem outro objetivo além das contas, como um investimento profissional, não hesite em utilizar o benefício para concretizá-lo. 

Consulte seu CPF e veja as ofertas disponíveis para você negociar!

Não existem regras para o uso do 13º, você é quem tem o poder de determinar qual o melhor uso diante da sua atual situação. Tenha sabedoria para escolher como utilizar esse valor.

Não tenho dívidas, como usar meu 13º?

Se você não possui dívidas ou algo para investir neste momento, a melhor opção é começar um fundo de reserva. Você pode guardar o valor na poupança ou investir para resgatar daqui um tempo. Assim, você não corre o risco de gastar esse valor de forma desnecessária e planeja seu futuro.

Conte sempre com a BLU365 para organizar melhor sua vida financeira e se manter no azul! (=